terça-feira, 27 de junho de 2017

A jovem que morreu por não entender as instruções ao fazer bungee jump

Vera Mol era uma adolescente que tinha 17 anos de idade quando morreu, em 2015, ao fazer bungee jump, aparentemente por ter entendido errado o comando do seu instrutor, um espanhol que não tem uma boa pronúncia em inglês.

De acordo com Fiona Parker, do Metro, Vera entendeu “now jump” (“agora pule”, em uma tradução livre), quando, na verdade, o instrutor teria dito “no jump” (“não pule”).




O caso está sendo julgado agora e juízes da corte de Cantábria alegam que a pronúncia em inglês do instrutor é realmente muito ruim e que isso possivelmente acarretou na morte da adolescente, que pulou sem que a corda que a segurava estivesse totalmente presa.

A acusação também diz que houve negligência por parte do instrutor, que não verificou se a garota tinha mais de 18 anos. Além do mais, a ponte utilizada no dia da tragédia não é própria para a prática desse tipo de salto, de acordo com as regulamentações espanholas.

A empresa responsável pelo salto, para a qual o instrutor trabalhava, alegou que tudo não passou de um trágico acidente e que a morte de Vera realmente foi causada porque ela não compreendeu direito a instrução.

créditos: megacurioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário