quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Filmes de terror que acabaram se tornando verdade

Pânico

Pânico de Wes Craven se tornou um clássico instantâneo de terro quando chegou aos cinemas, em 1996. O filme se tornou tão popular que inspirou o adolescente Mario Padilla de 16 anos e um primo de 14 a cometer um assassinato. Os garotos seguraram a mãe de Mario, Gina Castilo, de 37 anos, e a esfaquearam 45 vezes. Os jovens confessaram que o filme foi a inspiração para o crime e eles pretendiam arrumar fantasias e alteradores de voz para imitar o assassino Ghostface numa série de homicídios.

Jogos Mortais

Jogos Mortais é uma série de terror que já conta com sete filmes e tem um oitavo em produção para lançamento em 2017. Em 2009, depois que cinco deles já haviam chegado ao cinema, dois adolescentes, de 14 e 15 anos, foram condenados pelo planejamento de sequestro depois que a mãe de um dos meninos ouviu uma conversa entre eles. Os jovens tinham a intenção de sequestrar, torturar e assassinar uma série de pessoas que eles acreditavam fazer o mal por meio de jogos de tortura. Entre os alvos listados, estava um policial e duas garotas.



A Hora do Pesadelo

Bem antes de Pânico, Wes Craven se consagrou dirigindo o clássico A Hora do Pesadelo. Em 2004, Daniel Gonzalez – diagnosticado com esquizofrenia – teve um ataque após uso de drogas, assassinou quatro pessoas e feriu outras duas. Depois dos crimes ele escreveu cartas para si mesmo, enaltecendo a emoção que sentiu durante os homicídios e se comparando com Freddy Krueger. O assassino revelou que o filme serviu como inspiração para seu sonho de se tornar um famoso serial killer.

Entrevista Com o Vampiro

Na noite de 17 de novembro de 1994, Lisa Stellwagen e seu namorado de longa data Daniel Sterling assistiram a Entrevista Com o Vampiro pela primeira vez. Durante a madrugada, Lisa acordou e viu Daniel a encarando de uma forma assustadora, dizendo: “Nesta noite você vai morrer. Eu vou te matar e beber o seu sangue.” Na manhã seguinte, a mulher foi esfaqueada e o sangue foi chupado pelo homem por meio das feridas. Acusado, ele confessou acreditar em vampiros e ter tido inspiração no filme.

Rainha dos Condenados

Outro filme de vampiros inspirado pela obra de Anne Rice, Rainha dos Condenados foi assistido por Allan Menzies mais de cem vezes, em 2002. O rapaz declarou que ele foi visitado por Akasha – uma vampira do filme – que o ordenou a matar pessoas para que ele pudesse ser transformado em vampiro. Depois disso, ele esfaqueou um amigo de infância, o atacou com um martelo, bebeu seu sangue e comeu parte de sua carne. O corpo foi enterrado e encontrado somente seis semanas depois.

Brinquedo Assassino

A série Brinquedo Assassino conta a história de um boneco que recebe a alma de um serial killer e comete vários homicídios. Nenhum brinquedo ganhou vida e saiu numa série de matanças, mas em 1996, o australiano Martin Bryant se inspirou na história para matar 35 pessoas a tiros e ferir outras 23. Com um QI de apenas 66 pontos, ele era obcecado pelo comportamento infantil do brinquedo e sua habilidade de se vingar.

 Poltergeist

A história do filme Poltergeist rapidamente entrou para o hall de clássicos do terror, mas os fatos terríveis não ficaram somente dentro das telas. Quatro membros do elenco acabaram morrendo numa série de coincidências que levou a acreditarem que uma maldição real tomou conta da produção. Heather O’Rourke, que interpretou Carol Anne, morreu no hospital quando foi internada com sintomas de gripe, na mesma data prevista no filme seis anos antes. Além dela, Julian Beck morreu de câncer, Will Sampson morreu durante uma operação e Dominique Dunne foi estrangulada pelo namorado.



créditos: fatosdesconhecidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário