sábado, 12 de março de 2016

7 casos em que o bullying passou dos limites e acabou em tragédia

A mãe que enviou seu filho a escola com uma arma por sofrer bullying

Depois de ter um filho intimidado na escola por ser gay e a escola não ter feito nada, Chelisa Grimes decidiu fazer algo para proteger seu filho, e o mandou para escola com uma arma de choque. Depois de 6 estudantes terem o cercado na escola, o jovem puxou a arma de choque da sua mochila e ameaçou disparar contra os seis indivíduos.

Adolescente vestido de vilão se matou em frente os colegas da escola

Em setembro de 2012, um estudante de 13 anos de idade, chamado Cade Poulos, vestido de Duas Caras, o vilão do Batman, se matou com uma arma em uma escola de Oklahoma (EUA). No dia da morte, muitos estudantes foram vestidos de super heróis para a escola, e ficaram horrorizados quando ouviram um tiro antes das 08:00, alguns minutos depois acabaram encontrando o colega de escola morto em um dos corredores. Segundo uma investigação feita no colégio, o motivo da morte foi pelo fato do garoto ter sofrido bullying na escola.

Depois disso é obvio que todos os seus colegas de classe ficaram chocados e arrependidos com tudo o que fizeram com ele. Em sua página do Facebook os seus amigos mais próximos postaram mensagens como “Espero que agora vocês tenham entendido que o bullying não é aceitável”.

Cade Poulos é o garoto da direita, na foto ele está com seus irmãos.  Infelizmente nada vai trazer Cade de volta, mas os seus colegas de classe vão carregar para sempre o peso da sua morte na cabeça.



Bullying do professor

Um menino de 13 anos de idade, estudante de uma escola do ensino médio em Gig Harbor, Whashington, teria sido intimidado por seu professor de ginástica e por um colega. Alguns alunos pegaram o menino pelos braços e pernas, o balançaram, o amordaçou com uma meia e ficaram zombando. Os pais dos garotos tomaram conhecimento no acontecido depois que seu filho estava se recusando a ir para escola. O professor, John Rosi, foi suspenso por 10 dias sem remuneração.

Menina se enforca no ponto de ônibus

Em uma manhã de 2013, uma garota de 14 anos se enforcou em uma árvore na frente da parada de ônibus escolar para que seus colegas pudessem ver eu corpo balançando. Ela tinha alegado que foi ridicularizada como uma “prostituta” e ainda sofreu provocações pelo fato de que seu pai tinha sido preso por agredi-la.

Gorila Scarface

Um garoto de Denver que era extremamente alto e tinha uma cicatriz no rosto, de apenas 12 anos, era chamado de “gorila Scarface” pelos colegas, até que finalmente ele se cansou da própria vida e na primavera de 2014, ele se matou. Sua mãe fez a seguinte declaração para um repórter: “Não há palavras para explicar o que eu sinto agora. Eu simplesmente não tenho mais uma criança.”

Estupro

Em uma festa em casa no Dia do trabalho, em um fim de semana comum de 2012, uma garota de 15 anos chamada Audrie Pott, ficou inconsciente depois de beber vodca e foi abusada sexualmente por três rapazes que depois, publicaram fotos do acontecido e distribuíram para os colegas, e as imagens se espalharam muito rápido.

Atormentada pelo fato de que o seu estupro estava sendo como um entretenimento de televisão, Audrie se enforcou com um cinto uma semana depois do acontecido.

Hailee arrancou sua própria cabeça

Um epilético que foi insultado pelos colegas por sua condição, de apenas 13 anos de idade, supostamente recebia mensagens pesadas de bullying, coisas do tipo: “Porque você não morre?” ou “Onde você está, Hailee? Eu espero que você tenha morrido”. Hailee tirou sua vida em dezembro de 2013, arrancando a sua cabeça.

créditos: fatosdesconhecidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário