quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Manicômios Assombrados

The Ridges, Ohio

Em Ohio, nos EUA, um manicômio chamado ‘The Ridges’, abriu suas portas em 9 de janeiro de 1874, tendo como idéia funcionar como uma casa grande, para reabilitar seus pacientes em terapias, os pacientes mais violentos ficavam em uma parte separada, e eram os mais torturados com chutes na cabeça, comprimidos pesados, lobotomias e congelamento de membros.

O prédio abrigava de inicio 200 pacientes, até a sua superlotação com 2.000 em somente 544 quartos, o aumento da popularidade do sanatório trouxe o declínio e em 1993 foi fechado. 

Fato misterioso: No dia 1 de dezembro de 1978, uma paciente chamada Margaret Schilling desapareceu de uma das alas ativas, e no mês seguinte seu corpo foi encontrado na ala 20 sem vida, esta ala era usada para pacientes com doenças contagiosas e estava abandonada há anos, sua morte foi um mistério, a autopsia revelou que ela tinha sido vitima de um ataque cardíaco, mas o lugar onde foi encontrada está manchado até hoje, com uma marca de corpo humano no chão, as pessoas diziam conseguir ver seu espírito olhando pela janela do quarto onde ela passou seus últimos dias de vida, as pessoas também diziam ouvir barulhos, luzes, sombras e passos acompanhados por chiados de macas.

Danvers State Lunatic Asylum, Massachussetts

É um manicômio assombrado que existe hoje funcionando como um hospital em Massachusetts, foi construído em 1878 em uma área rural e tem uma estrutura enorme, parecida com um castelo, foi apelidado de Castelo das Bruxas por abrigar as mulheres conhecidas como Bruxas de Salem.

Os julgamentos das mulheres consideradas Bruxas, aconteceram primeiramente em 1692.

Anos depois o lugar estava como um campo de extermínio alemão, devido à aglomeração de doentes, os tratamentos de choque eram frequentes, como hidroterapia, terapia de choque de insulina, lobotomias e psicocirurgia para manter o local em controle, com isso, os pacientes se tornaram abatidos e de aparência fantasmagórica, muitas vezes ficando a maior parte do tempo sozinhos, confinados a quartos do tamanho de pequenos banheiros, viviam mal vestidos ou até mesmo nus, rastejando pelo chão de cimento áspero das enfermarias.
Em 1992, o asilo Danvers fechou suas portas, e os pacientes foram transferidos para outros manicômios.

As aparições deste local são tradicionais até hoje, luzes piscando, portas abrindo e fechando, assombrações que gritam e correm pelos corredores são comuns neste tenebroso local.


Hospital Mental ByBerry, Filadélfia

É um manicômio localizado nas periferias da Filadélfia na Pensilvânia, foi construído em 1906 e recebeu seu primeiro paciente no ano seguinte, começou sua origens humildemente como uma fazenda de trabalho para os doentes mentais, mas entre 1910 e 1920 ele se tornou grandioso, recebendo grande numero de pacientes, chegando a uma rápida expansão, começaram os contos de abuso. Insuficiência de fundos deixou o asilo em mau estado e os pacientes acabaram despidos, passando fome, e dormindo amontoados em corredores cheios de esgoto bruto. Outros viviam amontoados em salas apertadas e sujas, sem mesmo supervisão.

ByBerry ficou conhecido como A Casa dos Horrores da Vida real, quando começaram os assassinatos violentos de carcereiros, tratamentos horríveis, suicídios, e o reinado da brutalidade.

O hospital psiquiátrico foi fechado em 1990, no entanto, sua historia obscura continua até hoje, os edifícios em ruínas que abrigaram tantas pessoas insanas e os tuneis subterrâneos interligados continua no presente.

Há uma infinidade de historias de terror sobre ByBerry, depois que ele fechou, tornou-se um imã para todos os tipos de visitantes indesejáveis como ladrões, vagabundos, gangues, cultos satânicos e possivelmente ex-detentos em busca de abrigo (pacientes com menos doença mental que foram atirados na rua depois do manicômio ser fechado). Uma lenda urbana assustadora que existe em torno das ruínas do hospício é que um ex-paciente violento perambula e espreita o local com um bisturi para cortar gargantas de qualquer explorador desavisado que cruza o seu caminho. 

Dizem-se também que um bando de ocultistas satânicos se refugiaram no prédio em ruínas, os rituais satânicos possivelmente abriram uma porta para o inferno e dentro destas paredes são ouvidos arranhados, gritos, e rosnados fantasmagóricos foram reportados por visitantes.
Sanatório Waverly Hills, Louisville em Kentucky

No alto de um morro enorme, está o Sanatório Waverly Hills, uma fortaleza reinante da destruição em seu estado decadente lança uma estranha sensação sobre a cidade abaixo, a atmosfera que envolve este manicômio tem uma terrível historia.

Foi construído em 1924 substituindo um hospital que já existia a mais de 20 anos atrás, que tinha se tornado popular devido a uma epidemia de tuberculose que atacava as redondezas. Apesar de Waverly Hills ser considerado o manicômio mais avançado para tratar de tais doenças, centenas de adultos e crianças morreram ainda no auge da epidemia.

Analisando, as mortes ocorreram pela falta de medicamentos.

A cura para a tuberculose não viria até 1940 e embora os tratamentos fossem realizados para ajudar a amenizar as condições das pessoas, na maioria das vezes eram terríveis como a própria doença, e a maioria dos pacientes não sobreviviam.

Especula-se que no local também foram feitos rituais satânicos nos anos 40, e muitas das aparições do local se destacam, dentre elas da velha senhora que aparece na entrada principal, sangrando, com os pulsos e tornozelos acorrentados, clamando por ajuda. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário