quinta-feira, 5 de junho de 2014

Liars

  Era uma vez um cara em nosso bairro chamado Jimmy, ele sempre falava coisas que o metiam em um monte de problemas e raramente aprendia a lição. Ele estava muito feliz com quem ele era e se recusava a mudar. Quando as pessoas lhe perguntavam por que ele não mudava desse seu jeito "verdadeiro", ele sorria e dizia: "A honestidade é a melhor política, porque pelo menos eles não estão escondendo nada de mim e nem eu estou escondendo nada deles."
  Um dos garotos, com raiva das brincadeiras de Jimmy, não gostou dessa brincadeira e a levou como um insulto. Então, ele chamou outros caras que não gostavam de Jimmy e eles o encurralaram depois da escola na sala de ciências.
  "Ora ora ora, se não é o nosso Jimmy brincalhão ... Eu quero que você se lembre disso como um aviso!" Brett, o líder do grupo, disse enquanto olhava nos olhos aterrorizados de Jimmy. 
  Brett pegou um pouco de ácido sulfúrico do laboratório e jogou no rosto de Jimmy. Eles ficaram em torno dele para vê-lo gritar de agonia enquanto o ácido queimava sua pele, eles escutam um barulho e Jimmy corre pela sala e os outros meninos correm atrás dele, fingindo estar preocupados e querendo ajuda para ele.
  Quando os paramédicos chegaram e foram levar Jimmy para o hospital (ele não era mais capaz de gritar), o diretor perguntou aos meninos se eles sabiam o que aconteceu. Brett explicou que eles estavam passando quando viram Jimmy se escondendo em torno da sala do laboratório, no momento em que chegaram lá, ele já estava nesse estado. Os outros membros se juntaram e apoiaram Brett com outros detalhes falsos. Enquanto eles diziam, Jimmy gemia, mas não podia falar. O diretor concordou e disse que falaria com eles depois, pois ele ia falar com Jimmy e pegar o seu lado da história depois que ele estivesse fora do hospital.
  Alguns dias se passaram e Jimmy foi mantido na UTI, com curativos no rosto, os médicos salvaram o pouco que podiam de seu rosto, a sua visão ainda estava intacta em um dos olhos e sua mandíbula resistiu, apesar da perda de carne por causa do ácido. Ele ainda era incapaz de falar e se recusou a responder. Ele apenas ficou lá, sem piscar os olhos e olhando para o teto. Quando ele foi liberado algum tempo depois, não respondeu nada a qualquer pessoa com qualquer coisa que não fosse com a palavra "mentirosos".
  Ele estava incapaz de sorrir, então se isolou em seu quarto e começou a planejar. Pensamentos vingativos e macabros começaram a surgir em sua mente, ele iria matar todos, um por um, dizimá-los, cortá-los, queimá-los. Ele esperou pacientemente até que o grupo estivesse vulnerável, tarde da noite, quando eles se despediram e foram para casa separadamente. Foi quando ele atacou.
  Naquele fim de semana, Brett recebeu um pacote pelo correio. Curioso, ele abriu e encontrou uma fita VHS com as palavras "Para você" escritos com uma caneta preta. Ele colocou a fita e começou a assistir.
  Era um vídeo caseiro muito mal gravado por alguém desconhecido e que não dizia nada sobre a duração do filme. O vídeo começava com a câmera apontada para a data em um jornal, datado de ontem. Como o vídeo estava sem zoom, dava pra ver que estava em um porão. Na frente da câmera havia um dos amigos de Brett. Ele estava nu, com uma venda em torno de seu rosto sujo e uma mordaça na boca. Ele estava coberto de sangue, com queimaduras horríveis, cortes e feridas. Uma palavra grande no vídeo chamava bastante a atenção.
  O cinegrafista, com as mãos enluvadas, tirou a mordaça da boca do menino que estava chorando e pedia para ir para casa.
  "Por favor, por favor me deixe ir... eu ... Eu fiz o que você queria! Oh Deus ... Jesse, Mike, Keith ....você me fez matá-los, porra! Eu só quero ir para casa... Por favor .... Me desculpe"
  Ele só ficava repetindo isso mais e mais, se balançando para frente e para trás.
  Enquanto assistia isso, as pernas de Brett começaram a tremer, ele podia ver corpos atrás do garoto. Os corpos de seus amigos. Todos eles tinham marcas em seu corpo, queimados e mutilados.
  O cinegrafista estende a mão para o queixo do rapaz. Ele se levanta e vai em direção a uma porta para fora da visão da tela, choramingando. Brett podia ver agora a palavra do vídeo. Era a palavra "mentiroso". A câmera corta temporariamente.
  Quando o vídeo retorna, Brett percebe que não está mais no sótão. O cameraman está em um lugar com muita neve, nos arredores do bosque e não parece ser a mesma pessoa que está segurando a câmera dessa vez. É o amigo de Brett. Ele está chorando e tremendo enquanto segura a câmera em algum lugar por 30 segundos, apontando para algumas árvores na distância, e dava para escutar alguns passos cada vez mais perto.
  "Onde está você? Você disse que eu poderia ir embora! Você disse que eu poderia ir! "
  O menino está gritando e chorando, com medo do som de trituração que se aproxima de aparentemente todos os ângulos.
  Ele para.
  Ele se vira para ver o rosto mutilado de Jimmy, um lobo uiva à distância e a palavra "Liars" (mentirosos) aparece antes que a fita pare abruptamente.
  Brett se sente fraco e algo bloqueia a porta da frente. Ele sabia o que estava por vir. Quando ele se vira para correr, ele é acertado por algo e cai para trás.
  Jimmy sussurra "mentiroso" no ouvido de Brett antes que o ácido escorresse pelo seu rosto e lentamente começasse a corroer sua carne.
  A última coisa que Brett vê é o rosto de Jimmy, se contorcendo em um sorriso macabro.


Fonte: Lua Pálida
~The Undertaker

Nenhum comentário:

Postar um comentário