sábado, 28 de junho de 2014

2711.mp3

Um arquivo de MP3 corrompido foi encontrado no computador de uma vítima de assassinato, logo após ser violentamente assassinado. O homem foi assassinado de uma maneira que somente as mentes mais profundas, mas macabras poderiam imaginar.


O Canal de televisão CNN comparou o ataque ao filme "Jogos Mortais". Todos os membros da vítima foram arrancados de seu corpo, e espalhados por várias partes da casa. Seu estômago foi aberto e suas entranhas não foram encontradas.
O assassino ainda não foi capturado, no entanto, ele tentou encobrir seu ataque, reproduzindo uma musica da banda deadmau5 enquanto assassinava a vítima.

Porém, havia um arquivo, 2711.mp3, encontrado por um investigador 2 dias depois do ocorrido, uma gravação feita pela namorada da vítima, que havia terminado com ele pouco tempo depois que ele a traiu.

A gravação toda tinha aproximadamente 8 minutos de duração. A declaração da garota terminou em torno de em 3 minutos, e então, tudo fica em silêncio. 7 minutos e 15 segundos da gravação, há algo parecido com um grito distorcido que o investigador alegava "ter vindo diretamente de um filme de terror", irônicamente, considerando a cena do crime, e então, a gravação termina.
As investigações ainda estão sendo feitas. No entanto, o principal suspeito ainda está pra ser determinado. O disco rígido, contendo o arquivo, já fora removido do computador da vítima, e trancado em um armário de segurança do departamento policial local de Miami.

Um dos quatro detetives envolvidos no caso desapareceu misteriosamente, sem deixar rastros, no dia 29 de novembro de 2011.

Outro investigador havia concordado em dar informações básicas sobre o caso, mas recusou-se agressivamente quando pedimos para obtermos mais detalhes sobre o arquivo MP3.
A julgar pela qualidade do arquivo, se supõe que ele fora gravado no Audacity BETA 1.3 para Windows 7.
Desde então, foi confirmado que 2711, é a data do assassinato, do áudio, e do aniversário do casal.

Créditos: creepypastadark

~Carol

Nenhum comentário:

Postar um comentário