sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Minha História de Fantasmas - O Quarto

Olá pessoinhas do blog :3
Desculpem pelo horário, eu tinha preparado um conto, mas a droga do programa apagou metade do meu texto e eu tive que escrever esse aqui correndo ;-;
Então, hoje vou lhes relatar uma das minhas experiências com o sobrenatural u_u
Enfim, aproveitem õ/


  Tinha sido mais um desses dias monótonos e entediantes. O relógio marcava por volta de 7 horas da noite, enquanto os ponteiros se arrastavam preguiçosamente.
  Eu estava na sala, lendo algumas creepypastas no computador, para me distrair. Meu irmão deveria chegar do trabalho a qualquer momento, e minha mãe trabalha no shopping, então ela só chegaria de madrugada. Eu estava completamente sozinha, exceto pela minha gata, que dormia no sofá ao lado da mesa do computador.
  De repente, sem nenhum aviso, eu ouvi a porta do quarto do meu irmão se abrindo: o rangido longo e demorado da porta de madeira raspando no chão. Eu levantei do computador e fui verificar o quarto, que fica no fim do corredor. Para a minha surpresa, a porta estava fechada. Pensando ser coisa da minha imaginação, estimulada pelas creepys, eu simplesmente dei de ombros e voltei para a sala.
  Haviam se passado apenas alguns minutos quando o rangido se repetiu. Minha gata continuava desmaiada no sofá. Novamente eu levantei e fui até o corredor só para ver a porta fechada novamente. "Talvez seja o vento movendo a porta", eu pensei. Entrei no quarto e verifiquei a grande janela de vidro que dava para a rua: fechada. Mais uma vez eu voltei para a sala.
  Eu continuei ouvindo o rangido, mas eu não estava nem um pouco afim de ir ao corredor só para ver uma porta fechada, então eu simplesmente ignorei e procurei me concentrar nas creepys.
  Depois de uns 4 ou 5 rangidos, eu ouvi o som do portão de casa se abrindo. Era meu irmão chegando do trabalho.  Eu procurei ignorar ele também, mas ele mal entrou e já veio direto falar comigo.
- Você estava no meu quarto?
- Não. Por quê?
- Ah, que estranho. Eu tive a impressão de ter visto alguém lá dentro.

  Eu não avisei o meu irmão porque sabia que ele não iria acreditar. Nós não encontramos absolutamente nada naquele quarto, mas meu irmão continuou tendo pesadelos e vendo vultos, pelo menos até ele trocar de quarto.

~ Renata Bianca


Quer ver seu relato aqui no blog? É só mandar um email para horroremdobro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário