sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Minha História de Fantasmas - A Velha da Casa

Hoje temos estreia no blog, recebi por e-mail uma história contada por um leitor do blog, seu nome vai ser omitido como sua vontade, vamos lá:

 A minha história começou quando eu tinha nove anos de idade em uma casa que meu pai comprou,era uma casa boa tudo parecia bem nos primeiros meses,depois de um tempo a minha mãe disse ao meu pai que tinha ouvido passos a noite isso sempre acontecia quando ele não estava pois as vezes ele trabalhava a noite,quando ele dormia em casa nada acontecia ,com o tempo foi ficando pior a noite quando meu pai não estava se ouvia passos de chinelo se arrastando gavetas se abrindo eu tbm ouvi e vi um vulto passando bem devagar em frente ao meu quarto ,logo pela manhã falei com a minha mãe sobre a noite passada e ela também disse que ouviu os barulhos, não tinha mais duvidas que a casa era assombrada, ela mais uma vez contou ao meu pai a história e que tinha eu tbm tinha passado por isso e logo ele achou que não era nada, minha mãe perguntou a uma vizinha alguma coisa  sobre a casa mais ela não falou nada ela disse para perguntar aos antigos donos, uma vez eu estava na varanda era dezoito horas minha mãe sempre ouvia no radio oração a essa hora.
Foi quando eu vi uma figura parada no quintal olhando para a casa parecia está ouvindo tbm a oração, corri e contei ao meu pai e minha mãe e mais uma vez meu pai achou que era só ilusão não era nada, como aquela noite ele estava em casa ele poderia ver como era, aquela noite na madrugada eu vi a imagem de uma velha passando em frente ao meu quarto com passos lentos ela parecia esta procurando alguma coisa ou alguém, pois os passos foram ouvidos até pelo meu pai que não acreditava, minha mãe se levantou pra ver rezar e foi quando ela viu aquela velha em pé no meio da sala, ela chamou meu pai e eles foram ver se eu estava bem e me levaram pra ficar com eles,naquela noite se ouvia passos vulto passando se ouvia até algumas palavras,passamos a noite em claro, logo pela manhã eles perguntaram aos vizinhos alguma coisa sobre a casa e um deles disse que uma senhora tinha morrido de um infarto na casa depois de ter brigado com a filha e disseram que essa senhora era muito apegada a essa casa e todos que moraram nela passaram noites de terror. Fomos embora então e a casa foi vendida e  ela se encontra vazia até hoje, dizem que a casa está sempre com a porta aberta que quando alguém chega perto a porta se fecha ou melhor bate mostrando que ninguém é bem vindo.


Quem tiver algum relato e quer dividir com o blog, só mande um e-mail para horroemdobro@hotmail.com e eu postarei aqui :)

Tem as minhas duas histórias para você que ainda não leu 1 e 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário