sábado, 2 de março de 2019

Anatoly Moskvin - Bonecas Humanas

Cemitério é o local para o ultimo descanso do corpo, para trazer paz e tranquilidade para aqueles que ali estão. Ao menos é isso que se espera. Mas na Rússia, no ano de 2010, a paz desse lugar foi perturbada por uma figura misteriosa que violava o tumulo de jovens retirando seus restos mortais de suas tumbas. Levando-os então para um mórbido ritual.

Entre os anos de 2010 e 2011, a cidade de Nizhny Novgorod, na Rússia, viveu uma estranha onda de crimes. Túmulos estavam sendo abertos cadáveres sumiam na calada da noite. A repercussão dos crimes cometidos nos cemitérios locais foi tanta, que uma investigação oficial começou no final do ano de 2010 pelo Ministério do Interior russo. As características incomuns do caso levou a polícia a acreditar que poderia haver um culto satânico por trás das profanações. Isso pois os túmulos eram sempre de garotas, crianças e adolescentes entre 2 e 18 anos. Aparentemente nada ligava as vítimas além da perturbação de suas sepulturas.

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Amy Lynn Bradley: O mistério da mulher que desapareceu de um navio de cruzeiro

No início da manhã de 24 de março de 1998 Amy Lynn Bradley, uma jovem de 23 anos, estava descansando normalmente na varanda de sua suíte em um navio de cruzeiro. Naquele dia seu pai havia acordado cedo, entre 5:15 e 5:30 da manhã, e pensou em despertar a filha, mas resolveu deixá-la dormir um pouco mais já que na noite anterior ela tinha dançando na boate do navio até as primeiras horas da madrugada. No entanto, quando ele voltou às 6 da manhã para ver como sua filha estava, ela simplesmente tinha sumido. Em apenas meia hora, Amy Lynn Bradley desapareceu para nunca mais ser encontrada.

Quatro dias antes do desaparecimento de Amy, a família havia embarcado no “Rhapsody of the Seas” (“Rapsódia dos Mares” em português), um cruzeiro caribenho com destino às Antilhas. A primeira parte da viagem no cruzeiro transcorria sem problemas, enquanto a família aguardava o desembarque do navio em Curaçao, um país insular das Antilhas menores. Na noite anterior ao desaparecimento, Amy e seu irmão Brad haviam visitado a boate do navio onde uma banda ao vivo chamada Blue Orchid estava tocando.

De acordo com Brad, ele havia deixado Amy no clube com um dos membros da banda, conhecido como Yellow, que mais tarde alegou que tinha se despedido dela por volta de 1:00 da manhã. Se o relato do pai de vê-la na varanda estava correto, isso significava que ela realmente estava em sua suíte por cerca de quatro horas antes de desaparecer.

Amy e seu irmão horas antes do desaparecimento


segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Não fui cuidadoso quando entrei na Deep Web

A Deep Web é uma das coisas mais incríveis do mundo. Não é por causa das coisas doentias que podemos encontrar lá, mas porque é uma visão completamente sem censura das pessoas. Você pode falar o que pensa; comprar o que quiser; fazer o que quiser; na Deep Web você tem liberdade total.

Desde que descobri, fiquei fascinado pela Deep Web e o que vou contar agora, aconteceu quando eu estava na faculdade. Muitos colegas do meu campus haviam acessado a Deep Web. Era quase uma tendência. Com tantos conhecidos navegando por lá, me parecia seguro eu também navegar e descobrir sobre as coisas que acontece lá.

Agora eu sempre ouvi também histórias de terror da Deep Web, histórias de pirataria, tropeços em sites de desgosto e até mesmo as pessoas que de alguma forma encontram seu endereço. Estas histórias foram as que me manteve fora da Deep Web, mas como a maioria das pessoas na minha faculdade usavam de um computador normal, eu decidi tentar. Eu perguntei a um amigo para me ajudar a configurar. Quando ele chegou, abriu meu notebook e começou a configurar tudo.

Ele me disse que estávamos usando o Thor, um navegador que permite que você acesse a Deep Web.

Ele também me perguntou  se eu estava pensando em fazer alguma coisa ilegal, eu respondi que não.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Irmãos limpam casa de mãe recém-morta e encontram algo assustador

Três irmãos, que estavam a limpar a casa da mãe que tinha morrido, em Inglaterra, descobriram os restos mortais mumificados de um irmão bebé que nunca chegaram a conhecer. O homem e as duas mulheres encontraram o corpo dentro de uma caixa que estava na casa de Carol Thompson, em Northallerton, no Condado de North Yorkshire. A polícia local abriu uma investigação ao caso depois de os irmãos terem levado a caixa à esquadra mais próxima.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Zangbetos

Zangbeto é um Culto do povo Badagry, sendo altamente respeitado pelos membros da sua comunidade - Os "Guardiões da Noite ( Policiais Vodoo no Benin)", são espíritos que gostam de dançar e falar sob folhas de palmeira (ráfia).
Desaparecem e reaparecem à sua vontade e giram trazendo boa sorte. Conta à legenda, que Zangbetos inicialmente eram os guardas noturnos na cidade de Hogbonou, Benin. Sua roupa exterior é feita das folhas da palma arranjadas em camadas, e coberta por fora com uma espécie de chapéu. E eram eles os responsáveis pela segurança noturna das vilas e aldeias, mantendo afastados os ladrões e malfeitores. Nesse sentido, podemos notar alguma semelhança com o termo Olopá ( que além de Senhor da Roupa, também significa Policial).

Hoje os Grupos locais de Zangbeto realizam competições, no sentido de ver os melhores pés de dança e magia durante todo Benin e Togo.



sábado, 27 de outubro de 2018

Máquinas Superinteligentes


Você gosta de computadores? Vídeo games? Televisores e até mesmo pequenos projetos de robótica? É certo que todos os meios tecnológicos que vem surgindo ao longo das décadas, tem nos auxiliado cada vez mais em atividades humanas que antes, levavam certo tempo e mão de obra para serem feitas, e agora algumas funções podem demorar até mesmo alguns segundos para serem realizadas.

Fonte: apkpure

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Entranhas

Estou divulgando esse projeto que foi feito pelo pessoal da faculdade de Pelotas - RS (UFPEL). 

SOBRE O FILME
 O filme é uma ficção do gênero fantástico que se estabelece com uma atmosfera de horror trazendo elementos de suspense e fantasia além de se apoiar em um misticismo através de rituais e atitudes peculiares para discutir temas atuais da sociedade e principalmente na esfera da comunidade LGBT+ que pretende trazer à tona alguns temas como sexualidade e discutir as formas de controle sobre o indivíduo. Além disso, existe um olhar do viés pós-humano, em que a sociedade se vê cada vez mais ligada ao não-orgânico, cada vez mais dependente de dispositivos eletrônicos e tecnologias para se relacionar. 

Traremos para as telas a representatividade LGBT+ através do protagonista Théo, retratando suas aflições e evidenciando a transição do personagem para sua nova realidade, abordando as relações humanas (e pós-humanas) e questionando essa dita realidade em que vivemos, passando desde nossas conexões cotidianas à preconceitos, julgamentos e rotulações que permeiam nossa sociedade. O foco da trama está na relação de Théo com seus tios ao se mudar para o interior do Rio Grande do Sul para estudar artes visuais em uma universidade pública. Torna-se mais evidente o conflito de geração e a falsa moral empregada pela família de Théo conforme estes personagens se desenvolvem e se relacionam. 
O curta-metragem almeja retratar este domínio sobre o indivíduo que está em formação, fazendo com que o personagem tome decisões, que para seus tios (representando nossa sociedade), são as únicas corretas.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Foto de passeio na Praça das Araras revela “vulto misterioso”

A culinarista Luciana Oliveira, de 47 anos, só queria aproveitar a noite do domingo (23) com o neto, mas acabou tendo uma surpresa que a deixou um tanto quanto assustada. Segundo ela, após atender o pedido do neto para tirarem fotos na Praça das Araras, no bairro Amabaí, acabou registrando algo para além do desejado.

“Levei meu neto a uma lanchonete e na volta ele pediu para descer na Praça das Araras. Ele pediu para que a gente tirasse fotos, então voltei no carro e peguei meu celular. E lá de cima, perto das esculturas, começamos a fazer fotos. Eu vi um vulto estranho e continuei fotografando, mas fiquei um pouco assustada e chamei meu neto para irmos para casa”, conta.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Pico dos Marins - Desaparecimento de Marco Aurélio

Em 1985, Marco Aurélio, 15 anos, fazia parte de um grupo de quatro jovens  do Grupo Escoteiro Olivetano, liderados pelo chefe Juan Bernabeu Céspedes, que buscava alcançar o Pico dos Marins, de 2.420m, próximo a cidade de Piquete, na divisa entre São Paulo e Minas Gerais.


quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Dean Corll - Candy Man

O "Homem dos Doces" foi responsável pelos assassinatos de ao menos 27 crianças e jovens de Houston, Texas, EUA. Para isso, Dean Corll tinha uma sala especial de torturas onde violentava, torturava e inclusive castrava suas vítimas. Para levar a cabo seus crimes, foi auxiliado por dois de seus amigos: David Owen Brooks e Elmer Wayne Henley, quem lhe "vendiam" jovens incautos que concordavam enganados a ir à casa de Dean. Para cada "presa", Corll oferecia 200 dólares aos seus cúmplices.

As façanhas de Corll deram-se a conhecer apenas quando Henley traiu e assassinou ele em defesa própria. Para o resto de seus vizinhos, Dean Corll era, até aquele momento, um homem de bondade exemplar que gostava de presentear doces às crianças.



terça-feira, 21 de agosto de 2018

Caso Vallecas que inspirou o filme Verónica

Tudo começou em março de 1990, quando Estephanie Gutierrez Lázaro, de 18 anos, jogou o jogo Ouija em companhia de várias companheiras do Instituto que frequentava. Uma delas estava determinada a se conectar com um namorado que morreu em um acidente de moto.

Um professor (algumas fontes afirmam que foi uma professora) acaba surpreendendo as jovens jogando o famigerado jogo. Em seguida ele quebra o tabuleiro de Ouija, jogando o copo que elas usaram no chão.

Desde então, Estephanie Gutierrez Lázaro começou a ter algumas convulsões enigmáticas e estados de consciência alterados em que ela afirmou que ela viu figuras ao seu redor que a chamavam pelo nome. Segundo relatos era um grupo de pessoas altas e magras que, apertando as mãos, a chamavam. Havia situações em que seu corpo parecia ser possuído por uma força sobre-humana, nesses momentos Estephanie costumava se tornar bastante agressiva contra seus próprios irmãos. Em outros  momentos alegou-se que ela falava com a voz rouca de um homem.

Durante seis meses Estephanie visitou diferentes Centros de Saúde e nenhum médico conseguiu certificar que tipo de doença ela estava sofrendo. Infelizmente em 14 de agosto de 1991 entrou no hospital Gregorio Marañon em coma profundo e morreu em circunstâncias estranhas. De acordo com os médicos Pedro Cabeza e Gregorio Arroyo, “sua morte foi repentina e suspeita”.

sábado, 18 de agosto de 2018

7 casos de pessoas que supostamente venderam suas almas

Niccolò Paganini

Nascido em Gênova, na Itália, Paganini até hoje é lembrado como um dos melhores violinistas do muno. No seu tempo, o instrumento era conhecido como "instrumento do diabo" por causa da sensação que causava nos ouvintes. O artista começou a tocar com 7 anos de idade e foi considerado um prodígio ainda cedo. Ele se apresentava em praças da cidade ou teatros e logo surgiu o boato de que ele havia feito um trato com o diabo.

Em um dos seus concertos, suas cordas arrebentaram. Todas, menos uma e ao invés de parar o show, ele continuou e cativou o público. Sua aparência também chamou a atenção, pois as pessoas afirmavam que ele estava com uma aura negra. Ele morreu em 1840 e desde então ele foi conhecido como o violinista que vendeu a alma ao diabo pela fama e talento.